Nacional-Espiritualismo

Utilidade pública precede individual

Os 10 pontos do programa NE

Pertencer a um movimento e defendê-lo significa entender, assimilar e divulgar seus principais pontos programáticos. A seguir esclarecemos nossos principais objetivos.

1. Economia à serviço da população

Os fundamentos econômicos do país devem ser modificados para eliminar a exploração da população pelo sistema financeiro. Apoiamos a livre iniciativa, todavia reservando ao Estado Nacional o controle dos setores essenciais e estratégicos. As premissas econômicas devem estar orientadas a promover a equilibrada distribuição de renda entre os habitantes do país, pois tanto a mão de obra braçal quanto a atividade intelectual são atividades honradas e ambas merecem remuneração condizente para proporcionar o decente sustento da família. O modelo econômico atual já demonstrou não funcionar, pois leva à distribuição desigual da renda em proporções dantescas: a transferência de renda dá-se de forma exponencial do trabalhador aplicado aos detentores do capital.

2. Municipalismo

Nós exigimos a restauração de uma política local baseada no “olho no olho”. A participação ativa das pessoas em seu município de residência é fundamental para a construção nacional. Pensar global, mas agir local. Qualquer cidadão do município pode pleitear o cargo de prefeito nas eleições locais, sem qualquer necessidade de encabrestamento partidário.

3. Princípio da Liderança

Exigimos a abolição do sufrágio universal e do voto obrigatório. Quem estiver disposto à participar da vida pública brasileira deve ter o mínimo de escolaridade e formação moral. Os governantes devem ser escolhidos pelo Princípio da Liderança e Meritocracia, onde autoridade e responsabilidade caminham lado a lado na mesma proporção. Exigimos um sistema eleitoral onde a contagem de votos possa ser conferida, o que não é possível no estágio atual com o emprego das urnas eletrônicas.

4. Retorno à vida

Nossas crianças estão sujeitas atualmente a um sistema educacional antiquado e desmotivador, que visa apenas formar futuros consumidores para nossa “economia de mercado”, meros complexos biológicos desprovidos de senso crítico. O atual sistema educacional ignora completamente, por exemplo, as diferenças e o estágio de maturidade entre meninos e meninas, colocando-os desde tenra idade à mesma metodologia de ensino educacional. Exigimos a rígida formação moral de nossos jovens, condição primordial para criação e aprimoramento de um organismo social saudável.

5. Reconhecimento da diversidade racial existente no país

A maior característica social do Brasil é sua diversidade racial e convivência pacífica entre os diversos povos que formam nossa população. Nós exigimos um estado nacional para todos os brasileiros, respeitando a origem destes povos.

Da mesma forma que somos contra impedir a união entre pessoas dos diferentes povos, também somos contra as propostas de incentivo ao “caldeamento étnico” ou imaginar que “as águas podem – e devem! – se misturar”, pois tais diretrizes visam simplesmente apagar as tradições e costumes dos diferentes povos que formam o Brasil. Isso equivale a separar os seres humanos de suas raízes, submetê-lo a uma lobotomização e reprogramar seu cérebro condicionando-o a ser um bom consumidor materialista e não questionar sua escravização ao atual sistema usurário.

6. O bem estar da comunidade vem antes do individual

Exigimos uma política social orientada à comunidade, à formação de um saudável corpo social. Ela deve englobar o conjunto de todas as medidas e aspirações que não apenas conserve as forças vitais de todos os povos que formam nossa população, mas também que o faça evoluir. Não queremos o atual modelo individualista e materialista, orientado basicamente a curar as feridas provocadas por um sistema capitalista exploratório baseado na escravidão dos juros.

Por outro lado isso não significa a negligência frente ao indivíduo comum. Seu trabalho em prol da Comunidade do Povo deve ser o ponto de partida para o novo ordenamento, e não mais um mero contrato de trabalho ou sua mão de obra como mercadoria.

7. Evoluir em harmonia com a Natureza

Não apenas de seres humanos é feito um país. O respeito a todos os seres vivos deve fazer parte de qualquer planejamento público, integrando ao máximo os grupos animais, as florestas, rios, montanhas e lagos. As grandes monoculturas e os latifúndios deverão se adequar à nova exigência.

8. Meios de comunicação servem à comunidade

Para integração das pessoas, sua formação educacional e cultural, é imperativo a criação de uma maciça estrutura de comunicação pública a nível municipal, estadual e nacional. A preservação da estrutura orgânica da nação só pode ser mantida em patamares elevados quando ela estiver bem informada, sem parcialidade dos meios de comunicação.

9. Resgatar a plena Liberdade de Expressão

Liberdade de expressão significa você poder dizer sua opinião, mesmo desagradando algumas pessoas ou grupos de influência. Exigimos que seu limite se encontra apenas no apelo direto ao uso da violência gratuita.

10. Direito de Legítima Defesa

Todo cidadão tem o direito de poder defender a si próprio, sua família e sua propriedade. Para isso exigimos a liberdade para portar arma de fogo segundo critérios de capacidade psicológica e formação moral.

4 comentários em “Os 10 pontos do programa NE

  1. EDUARDO-SP
    25/03/2015

    Boa sorte ao movimento!

  2. Alberto
    30/03/2015

    Parabéns pela iniciativa!

    Já mostrei o programa para alguns amigos e todos gostaram muito, principalmente pela sinceridade expressada. Estarei divulgando a todos meus conhecidos!

  3. J Francisco
    06/04/2015

    Parabéns! As batalhas serão grandes, mas pouco importa se a força e fé forem inabaláveis!

  4. Rodrigo M.Zica
    17/01/2017

    Excelente os pontos do movimento! Boa sorte na luta!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Nosso emblema

A Cruz de Oito Pontas nos remete ao primeiro símbolo representativo do território nacional